O PROJETO
A finalidade deste projeto é reunir as informações relativas à vida e obra de Antonio Maluf e suas contribuições para as artes no Brasil, seja enquanto marchand dirigindo a Galeria Seta desde a década de 60, seja principalmente enquanto artista plástico, desempenhando silenciosamente este ofício desde os anos 40 até pouco antes de seu falecimento, em 2005. Suas obras vêm sendo catalogadas e indexadas constantemente de forma a possibilitar o estudo para entender seus pensamentos e suas colaborações para a Arte Concreta Brasileira, da qual foi um dos pioneiros com a criação do cartaz de divulgação da "I Bienal Internacional de São Paulo", em 1951. Dado o lançamento do novo site no qual pretendemos divulgar a maioria das obras produzidas, entre Novembro de 2016 e Fevereiro de 2017 estaremos colocando semanalmente obras alocadas por décadas de forma a facilitar as analises das imagens por período. As informações coletadas servirão futuramente como fonte de estudos para os membros do projeto, pesquisadores, curadores, autores, colecionadores e estudantes. Outro objetivo também é ajudar entidades carentes do Brasil através do repasse integral de todas as verbas levantadas com emissão de certificados de autenticidade e cessão de direitos autorais e de uso de imagens os quais são depositados diretamente pelos interessados a uma das entidades amigas do projeto Antonio Maluf.

Seja bem-vindo.

“o cartaz da I Bienal teve muita importância na divulgação da arte concreta porque sua função foi dupla: não só anunciava (o evento) como também anunciava todo um processo no qual o suporte vinha a ser o problema. No cartaz não se estava transportando nada; dizia ele: ‘isso sou eu, um retângulo’. Essa homenagem ao retângulo antecipa pelo menos em uma década outras homenagens a formas geométricas”

Antonio Maluf